Archive for ……aki……..

Dar não é fazer amor ??

Segundo elas … NÃO !!!


“Dar é dar.
Fazer amor é lindo,
é sublime,
é encantador,
é esplêndido,
mas dar é bom pra cacete.

Dar é aquela coisa que alguém te puxa os cabelos da nuca,
te chama de nomes que eu não escreveria,
não te vira com delicadeza,
não sente vergonha de ritmos animais.

Dar é bom.
Melhor do que dar, só dar por dar.
Dar sem querer casar,
sem querer apresentar pra mãe,
sem querer dar o primeiro abraço no Ano Novo.

Dar porque o cara te esquenta a coluna vertebral,
te amolece o gingado, te molha o instinto.

Dar porque a vida  é estressante, e dar relaxa.
Dar porque se você não der para ele hoje, vai dar amanhã, ou depois de amanhã.
Dar sem esperar ouvir promessas, sem esperar ouvir carinhos, sem esperar ouvir futuro.
Dar é bom, na hora.
Durante um mês.
Para os mais desavisados, talvez anos.
Mas dar é dar demais e ficar vazio.
Dar é não ganhar.
É não ganhar um eu te amo baixinho perdido no meio do escuro.
É não ganhar uma mão no ombro quando o caos da cidade parece querer te abduzir.
É não ter alguém pra querer casar,
para apresentar pra mãe,
pra dar o primeiro abraço de Ano Novo e pra falar: “Que cê acha amor?”.
Dar é inevitável, dê mesmo, dê sempre, dê muito.
Mas dê mais ainda,
muito mais do que qualquer coisa,
uma chance ao amor, esse sim é o maior tesão.
Esse sim relaxa,
cura o mau humor,
ameniza todas as crises e faz você flutuar!”

Esse texto circula na internet com a autoria de Luis Fernando Veríssimo, porém, foi escrito para uma revista chamada “TPM” fazendo parte de um texto chamado “Os Problemas das Moças Modernas”, da coluna “Neuras”

Depois vou ver se descubro o nome da pessoa q escreveu. Naum gosto de postagens sem o nome do autor.

Mas fala sério……..mulherada que sabe das coisas né!!!!

Anúncios

Quem é Você ???

Eu sou viciado

Sou viciado em carinhos
em abraços
em beijos
em afagos

Sou viciado em afetos
em ternura
em toque
em meiguice

Sou viciado em mar
em luar
em amanhecer
em chegar

Sou viciado em afeto
em sedas
em sussurros
em roçar as peles

Sou viciado em gostar
em filhos
em música
em amores

Sou viciado em cinema
em escultura
em fantasias
em literatura

Sou viciado em me emocionar
em pessoas

Sou viciado em sonhar
em devaneios
em me iludir
em insistir

Sou viciado em Brasil
em café
em sabores

Sou viciado em esperança
em voltar
em ficar

Sou viciado em amar
em todas as formas de vida
em todas as formas de sonho
em todos os jeitos de dar

Em recordar sorrisos
em recordar abraços
em recordar amores

Em nostalgia!
Em recordar..!Viver!

E assim, vou morrer de overdose
cheirando amor
enlouquecida em desejos
delirando poesia.

(Magda Maria Almodóvar)

Mário

Nunca ninguém sabe
Nunca ninguém sabe se estou louco para rir ou para chorar
Pois o meu verso tem esse quase imperceptível tremor…
A vida é louca, o mundo é triste:
vale a pena matar-se por isso?
Nem por ninguém!
Só se deve morrer de puro amor!

Mário Quintana

26


Eis 26 motivos do porque Collor, apersar de tudo era melhor que o Lula!

1) Tinha cunhada gostosa;
2) Falava português como gente;
3) Falava inglês e francês também;
4) Era, pelo menos, simpático;
5) Tinha 10 dedos nas mãos;
6) Bebia Whisky e não cachaça 51;
7) Não tomava porre;
8 ) Não tinha aparência de um sapo barbudo;
9) Era esportista não sindicalista;
10) Sabia a diferença entre “tatame” e “tapume”;
11) A primeira dama dava pro gasto;
12) Não era petista;
13) Sabia assinar o nome;
14) Nem sabia onde era Guaranhuns;
15) Exercia a presidência;
16 ) Ja trabalhara, algum dia, na vida;
17) “Cheirava” bem;
18.) Pronunciava sim sem cuspir;
19) Não tinha voz de bêbado;
20) Sabia falar de improviso sem cometer gafes e dizer besteiras;
21) Não era corintiano.
22) Não se dizia dono da ética;
23) Mentia sem tripudiar nossa inteligência;
24) A mãe também nasceu analfabeta desdentada, como todas, mas ele não se gabava disso;
25) Foi amamentado com leite de vaca, não leite de magnésia;

E senhoras e senhores o 26 motivo do porque o Collor, apersar de tudo era melhor que o Lula!:

26) Não completou o mandato!

Gostar >


“O perdão é uma estrada
de mão dupla.
Sempre que perdoamos alguém,
estamos também perdoando
a nós mesmos.
Se somos tolerantes com os outros,
fica mais fácil aceitar
nossos próprios erros.
A partir daí, sem culpa
e sem amargura,
conseguimos melhorar
nossa atitude diante da vida.”
(Paulo Coelho )

” O Amor é a razão da nossa existência, é o início e o fim de tudo…
tudo é, tudo espera, tudo provê, tudo suporta, porque nada há de mais importante do que o Amor…
e ele persiste, apesar dos apesares, apesar dos homens, apesar das bombas destruidoras, apesar do tempo…
e apesar do nosso medo de amar…
aí está, existe, permanece, floresce incessantemente, e Ama…
pois não existe tempo,
futuro, passado, presente, eterno,
distância; só o Amor existe…
e persiste…
portanto AMEM muito,
amem seus amigos, seus inimigos, seus desconhecidos,
porque na verdade, o Amor é a única e grande razão da nossa existência, e da existência de tudo…
e por ele estamos eternamente ligados e destinados a Deus…
que não é mais, nem menos, nem antes, nem diante,
senão a mais pura expressão do AMOR…

Encanto de amor…




Saudade calma no amanhecer…
Sensação que compromete o coração.
Sentir corpo inteiro estremecer…
Nada se iguala a tamanha emoção.

Estranho enlevo se faz acontecer.
Querer ficar na tua proteção…
Permitir doce invasão prevalecer…
Toda ternura para ti em devoção.

Paz que envolve em plenitude,
Sem que razão tome alguma atitude…
Tua existência é o mais importante.

Cada pensamento é por teu encanto,
Que conquista sempre e mais um tanto…
Presença que desejo a todo instante!…

Cida Luz

Ótimo começinho de noite…beijoO****

“A alma é uma paisagem.
As paisagens da alma não
podem ser comunicadas.
Quanto mais fundo entramos
nas paisagens da alma,
mais silenciosos ficamos.”


– Rubem Alves –

vc é importantE ?!

Sua vida é mais importante do que todo o ouro do mundo.
Mais bela que as estrelas: obra-prima do Autor da vida.
Apesar dos seus defeitos, você não é um número na multidão.
Ninguém é igual a você no palco da vida. Você é um ser humano insubstituível.


Augusto Cury

> иєcєรรidαdєร <

тσdσร σร diαร иσร єиcσитяαмσร є иσร cσмυиicαмσร cσм мυiтαร ρєรรσαร.
Cαdα υмα тєм รυα ρяóρяiα vidα, σbjєcтivσร, є รυαร ρяóρяiαร cσiรαร, συ รєjα, bєиร мαтєяiαiร.
мαร тσdαร bυรcαм diαяiαмєитє
υм úиicσ σbjєcтivσ: รσbяєvivєя.
Iรтσ é иαтυяαl dє тσdαร αร єรρéciєร. єитяєтαитσ, α єรρéciє нυмαиα
é α úиicα иα biσтα * dα тєяяα qυє bυรcα иãσ αρєиαร รαтiรfαzєя รυαร c fiรiσlógicαร báรicαร
(αliмєитαçãσ, мσяαdiα, ρяσтєçãσ, яєρяσdυçãσ), мαร тєм υм dєรєjσ iиรαciávєl
dє αтiиgiя cєятσร idєαiร. єм тσdσร σร รєтσяєร dα รσciєdαdє, αliмєитαçãσ, мσяαdiα, vєรтυáяiσ,
тяαиรρσятє є, iиclυรivє, иα รαúdє є иα єdυcαçãσ, iмρєяα υм ρєиรαмєитσ
cσиรυмiรтα, єรтiмυlαdσ ρσя тσdσร σร мєiσร
dє cσмυиicαçãσ, dє qυє υмα мєlнσя qυαlidαdє dє vidα รє яєรυмє à мαiσя dєтєиçãσ dє bєиร

« Previous entries